29/08/2017 / Ramon Cardoso

Esporte

Farroupilhense Fabricio Guisso Tartarotti conclui 1ª Maratona Internacional de Florianópolis

Há cinco anos, Fabricio Tiago Guisso Tartarotti (foto acima) começou a correr. Praticamente habitual de esportes, de natação a futebol, ele resolveu investir na corrida e se apaixonou. As distâncias foram aumentando e, no domingo, ele encarou seu maior desafio esportivo: concluir sua primeira maratona. Missão que foi cumprida com êxito na edição inaugural da Maratona Internacional de Florianópolis. 
"Foi muito bacana, me sinto realizado. Fiquei até certo ponto surpreso com o meu desempenho. Fiz a prova em quatro horas, que é um tempo muito bom. Foi gratificante", revelou o advogado de 32 anos. Fabricio ficou na posição 532 entre 1.214 participantes. Na sua categoria, de 30 a 34 anos, foi o 109º. A preparação para a prova começou há quatro meses e envolvia uma média de treinos de 60 a 70 quilômetros por semana.
A 1ª Maratona de Florianópolis reuniu competidores de praticamente dos os Estados brasileiros e de Países Sul-Americanos, além de atletas da Austrália, Filipinas e Portugal. Foram mais de 6 mil que disputaram as provas, que também ocorreram na modalidade de 5 e 10 quilômetros e na Maratona em Dupla. Veja mais sobre a trajetória do corredor farroupilhense na Editoria de Esporte da Edição 501, que circula na próxima sexta.  

Compartilhe

Veja Também:

Valeu demais, gurias rubro-verdes !!!

Claro que o objetivo era vencer, classificar e seguir no Brasileirão Série A2, mas todos hão de convir que a dificuldade era imensa. O Brasil Feminino caiu no Grupo F, o único com três times de Série A e dois de B do profissional. O maior investimento acabou pesando e a equipe farroupilhense se despediu nesta sexta de sua segunda aparição em uma competição nacional.
O duelo contra o Vasco da Gama, nas Castanheiras, começou com uma grande chance para o time farroupilhense. A meia atacante Rhayssa lançou a centroavante Yasmin Tanque que, do bico da área, tentou o ângulo da goleira Claudice...

19/06/2021 / Ramon Cardoso

Gurias rubro-verdes dominam duelo, mas perdem para Chape e estão fora da A2

Em sua melhor performance na Série A2, o Brasil Feminino (foto acima, de Leonardo Antunes/SERC Brasil) acabou não confirmando sua superioridade e, com a derrota para a Chapecoense, neste domingo à tarde, no CT Água Amarela, em Chapecó, deu adeus à competição nacional. A equipe farroupilhense não tem mais chances de classificação e se despede da disputa em confronto contra o líder Vasco da Gama, no dia 18, nas Castanheiras.
Logo no início, Samira aproveitou um rebote da defesa farroupilhense e abriu o marcador para o time de Chapecó. O gol fez as mandantes recuarem e, aos poucos, a...

06/06/2021 / Ramon Cardoso