27/10/2017 / Ramon Cardoso

Saúde

TeleOftalmo Olhar Gaúcho inicia atividades no bairro América

Parceria da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, com o Telessaúde RS, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Associação Hospitalar Moinhos de Vento, Secretaria Estadual da Saúde e prefeituras serranas, através do Programa de Desenvolvimento Institucional (Proadi), do Sistema Único de Saúde, do Ministério da Saúde, o TeleOftalmo Olhar Gaúcho foi inaugurado oficialmente nesta sexta, no prédio da antiga Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro América e passa a funcionar regularmente a partir da próxima segunda.
O objetivo é de facilitar o acesso da população ao diagnóstico e manejo de condições oftalmológicas e qualificar a lista de espera para a especialidade. O projeto passa a oferecer exames de aferição da acuidade visual, refração, medida da pressão intraocular, documentação fotográfica do segmento anterior e do fundo do olho, avaliação das pálpebras, da motilidade ocular extrínseca e dos reflexos pupilares. A unidade farroupilhense será responsável pelo atendimento a 49 municípios coordenados pela Região Macrosserra da 5ª Coordenadoria Regional da Saúde. Serão oferecidas 500 consultas mês.
“Era algo esperado por todos nós. Reforçamos esse compromisso com a regionalização da saúde. Só gostaria de agradecer a equipe envolvida com a implantação aqui no América, e a equipe do Moinhos de Vento, à UFRGS, à Secretaria Estadual da Saúde e o Ministério da Saúde através do Proadi. O TeleOftalmo atuará muito no campo da prevenção e isso é fundamental quando falamos de saúde”, frisou a secretária municipal Rosane da Rosa. Após a manifestação da titular da pasta da Saúde, o prefeito Claiton Gonçalves destacou a conquista e os benefícios com a implantação da unidade.
“Aqui está instalado um serviço de excelência, que demonstra o que há de mais moderno em termos de Medicina. Um conceito novo em saúde, um trabalho feito a muitas mãos: Moinhos de Vento, UFRGS, Ministério e Secretaria da Saúde. O paciente sai com a consulta e com o óculos grátis. Mas não é somente uma questão que remete à Oftalmologia. A partir de exames de acuidade visual será possível verificar outras doenças”, enfatizou o prefeito. O evento contou com muitos prefeitos e secretários de Saúde dos municípios que estão contemplados na área de abrangência do atendimento. 
A escolha pelo América foi devido à proximidade com a Estação Rodoviária, já que Farroupilha será o centro de atendimento do Olhar Gaúcho para toda a Serra e parte considerável dos pacientes deve se descolar ao município por ônibus. Claiton citou que deve reforçar o pedido, junto ao governo do Estado, por meio da Secretaria dos Transportes, a cargo de Pedro Westphalen, a instalação de uma passarela que facilite o deslocamento dos pacientes da Rodoviária até o bairro América, evitando a travessia da sempre movimentada e perigosa ERS-122. Na foto acima, a secretária Rosane e o prefeito Claiton junto à nova unidade de Telediagnóstico em Oftalmologia do Rio Grande do Sul e, abaixo, parte da equipe que atuará no posto.      

Compartilhe

Veja Também:

Haux inaugura em Caxias e projeta unidade em Farroupilha

A primeira franquia do País projetada para médicos empreendedores inicia sua jornada. A Haux Clinic (foto acima, de Clayton Macedo), iniciativa que envolve recursos na ordem de R$ 5 milhões, começa sua atividade por Caxias do Sul, tem uma meta audaciosa de superar as 200 unidades no Brasil e 17 municípios gaúchos estão na mira do empreendimento, inclusive Farroupilha, que deve receber uma unidade assim como Bento Gonçalves e Gramado na Serra, além de outras 14 cidades gaúchas: Passo Fundo, Erechim, Pelotas, Rio Grande, Santa Cruz, Santa Maria, Lajeado, Canoas, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Porto Alegre, Bagé...

02/09/2020 / Ramon Cardoso

Estado, enfim, efetiva aquisição de 10 leitos de UTI do São Carlos

Na live de segunda, quando anunciou o mapa definitivo do modelo de distanciamento controlado para esta semana, o governador Eduardo Leite anunciou a aquisição, por parte do Estado, de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e, entre eles, os 10 do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC), que haviam sido destinados por meio de recursos do Ministério Público (MP) e estavam nos cofres estaduais desde o início de abril.
O gestor estadual comunicou que o preço, no primeiro certame licitatório, havia ficado com preço 100% superior ao valor de mercado e sem garantia de entrega no prazo que o Palácio Piratini julgava...

04/08/2020 / Ramon Cardoso