29/01/2020 / Ramon Cardoso

Especial

Silvestrin fala em “fritura” no Executivo e projeta ano do Legislativo

Campeão de votos na última eleição à Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, com 1.777, Fernando Silvestrin (PSB) inicia o último ano da atual Legislatura no comando do Parlamento municipal, que abre trabalhos na próxima segunda. Apoiado pela oposição ao Executivo na Câmara, Silvestrin (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante) foi eleito com votos das bancadas do Progressistas e MDB, o que escancarou, de maneira absoluta, o racha na situação, que começou na prefeitura, teve seus reflexos no Legislativo e ainda terá consequências no pleito municipal deste ano.
Em entrevista concedida ao Jornal Informante, Silvestrin falou abertamente sobre o fato que resultou em sua saída do Executivo, seu retorno à Casa Legislativa e o acordo que selou sua chegada ao comando da Câmara. O vereador presidente foi enfático em apontar que, a partir do momento que seu nome ganhou destaque, foi “fritado” dentro da administração municipal, o que acabou ocasionando sua saída da Secretaria e o retorno ao Parlamento.   
“Houve retaliação dentro do Executivo que acabou inviabilizando minha continuidade como secretário. Competências da minha pasta foram retiradas e comunicadas pelo prefeito por WhatsApp. Respeito muito o Claiton, ele é o comandante do Executivo, tem total autonomia para fazer o que achar que deve ser feito, mas ele foi influenciado por um grupo de pessoas que estavam incomodadas com o destaque que estava conquistando dentro do governo”, apontou Silvestrin.
Ele também comentou o acordo para a eleição legislativa, mas disse que o rompimento não foi pontual, mas já havia ocorrido há muito tempo, dentro do próprio Executivo, em desacertos dentro das Secretarias, e que sua chegada à presidência foi algo específico e que não teve nada a ver com o pleito de outubro deste ano, muito embora admita que um novo cenário pode estar se desenhando a partir do que ocorreu no final do ano passado no Parlamento. Garantiu que a eleição municipal não afetará o ritmo das ações do Legislativo e projetou seu trabalho à frente do Poder.
“Minha gestão será democrática, de valorização do Legislativo. Não vou ser oposição ou situação, mas a favor da comunidade. Já fui vereador de oposição e votei a favor de muitos projetos que beneficiava a população, isso é o que mais importa. Não tenho restrições, mágoas ou rancores com ninguém. Mesmo no Poder Executivo, sempre valorizei muito o Legislativo”, destacou. Prometendo revelar seu futuro político em 5 de março, Silvestrin também falou sobre a possibilidade de concorrer à prefeitura, quem sabe até mesmo capitaneando uma terceira via. A entrevista completa você confere na Matéria Especial da Edição 623 do Informante, que circula nesta sexta.

 

Compartilhe

Veja Também:

Lia e sua jornada no Banco Mundial de Sementes

Na terça, com uma temperatura amena, que registrava -25ºC, a farroupilhense Rosa Lia Barbieri recebeu, das mãos da primeira ministra da Noruega, Erna Solberg, certificado por integrar o Comitê Consultivo que valida o Banco Mundial de Sementes, o Advisory Panel. A pesquisadora é a primeira mulher da América Latina a integrar o grupo e permanece no posto por dois anos.
Lia (na foto acima, com Asmund Asdal, o coordenador do Banco Mundial de Sementes, e abaixo, à direita, com os colegas de Comitê Consultivo) representou a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), onde trabalha desde 2002, o Brasil e as Améri...

26/02/2020 / Ramon Cardoso

Silvestrin fala em “fritura” no Executivo e projeta ano do Legislativo

Campeão de votos na última eleição à Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, com 1.777, Fernando Silvestrin (PSB) inicia o último ano da atual Legislatura no comando do Parlamento municipal, que abre trabalhos na próxima segunda. Apoiado pela oposição ao Executivo na Câmara, Silvestrin (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante) foi eleito com votos das bancadas do Progressistas e MDB, o que escancarou, de maneira absoluta, o racha na situação, que começou na prefeitura, teve seus reflexos no Legislativo e ainda terá consequências no pleito municipal deste ano.
Em ent...

29/01/2020 / Ramon Cardoso