20/07/2019 / Ramon Cardoso

Política

Senador Luis Carlos Heinze traz um panorama de esperança de Brasília

Como já antecipado na Matéria Especial da Edição 597 do Jornal Informante, o senador Luis Carlos Heinze (PP/RS), palestrante do “Jantando com a CICS”, ocorrido na sexta à noite, no Restaurante Parque dos Pinheiros, traçou um panorama dos bastidores de Brasília (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante, ao lado de Daniel Bampi, presidente da CICS).
Durante cerca de 40 minutos, o parlamentar, que fez questão de agradecer à expressiva votação obtida em Farroupilha, com seus 15.349 votos, a maior entre os legisladores, falou sobre diversos temas e respondeu a perguntas dos presentes, especialmente classe empresarial, que compareceu em bom número ao evento que foi promovido pela CICS Farroupilha. Confira principais trechos da palestra de Heinze.
Projeto de mudança
Ele está em curso. As pessoas votaram no Bolsonaro justamente por isso. E é uma mudança que começou com a juventude, até mesmo com os que não tinham ainda idade para votar. Visitei muitas cidades e pais revelaram que, por intermédio dos filhos que sequer tinham completado 16 anos, acabaram votando no Bolsonaro, justamente por esse projeto de mudança.
Classe empresarial
Quem dá emprego são os empresários. Aos poucos, a população vai entendendo essa lógica. Não vai ser uma mudança rápida, até mesmo porque a classe empresarial foi demonizada durante as gestões anteriores.
Ajuste das contas
Isso é o primeiro passo para um Brasil melhor. O País paga R$ 1 trilhão em juros da dívida e tem um déficit de R$ 600 bilhões com a Previdência. Não há como sobreviver diante deste cenário. Por isso, a Reforma Previdenciária é fundamental.
Estados e Municípios  
No Senado há um movimento para que eles sejam inclusos na Reforma da Previdência, numa votação em separado. O texto que passou pela Câmara dos Deputados sofrerá poucas alterações no Senado, e acho que deve ser assim mesmo, para que ele seja logo aprovado. Mas em paralelo, numa discussão à parte, Estados e Municípios devem ser inclusos.
Reforma Tributária
A discussão da Reforma Tributária está muito avançada no Senado. Há um projeto para transformar os nove tributos federais em apenas um, com destinação direta de parte das receitas para Estados e Municípios. É provável que a Tributária seja debatida e aprovada ainda neste ano.
Iniciativa privada
Está em estudo no Senado um novo modelo de investimento, que é baseado no que é feito nos Estados Unidos. Não é uma concessão, mas uma autorização. O governo autoriza um grupo de empresários a realizarem determinado tido de investimento. Há muitos casos em que empreendedores gostariam de aplicar dinheiro em infraestrutura, que no futuro beneficiaria seu negócio, mas aqui não podem porque o modelo atual não permite. Isso acaba atrasando as possibilidades de avanço do País.
Governo de direita
É algo inédito desde a Constituição de 88. Pela primeira vez temos um governo de direita no Brasil, liberal. Mas as pessoas têm que ter um pouco de paciência. Não dá para desentortar em seis meses aquilo que foi entortado em 30 anos. Há gente capacitada no primeiro e segundo escalões, mas no terceiro, quarto e quinto, todo o pessoal é de esquerda e trabalham para que as coisas não andem.
Potência agrícola
O Brasil tem tudo para se transformar na maior potência agrícola do mundo e isso feito com preservação do meio ambiente. Temos, somente de reserva ambiental, um território que é quatro vezes o tamanho do Rio Grande do Sul. Nosso potencial é enorme.
Lei Kandir
Temos que lutar para que ela seja aplicada. O Estado deve à União cerca de R$ 66 bilhões, mas pela Lei Kandir a União deve ao Rio Grande do Sul cerca de 58 bilhões. Mas isso somente será possível se os Estados mais endividados: Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás, tomarem a frente e fizerem pressão.
Entrave tributário
A legislação tributária no Brasil é absurda e a do Rio Grande do Sul é a pior de todos os Estados. Há um projeto do ex-deputado federal Hauly (Luiz Carlos, que também foi secretário de Fazenda do Paraná), que pretende acabar com a guerra fiscal entre os Estados em cinco anos.
Acordo Mercosul e UE
Ele tem que ser muito bem estudado. Os agricultores brasileiros recebem um subsídio de R$ 7 bilhões, enquanto na Europa ele chega a R$ 124 bilhões. O custo do imposto sobre os alimentos na União Europeia é de cerca de 7%, aqui nossa carga tributária é de 34% em média. Há muitos benefícios, mas algumas questões pontuais, como essa que citei, que precisa ser resolvida.
Futuro do RS e Brasil
Eu acho que vivemos um momento importante, de mudança, de enfrentar de fato os problemas e buscar soluções. E vocês, empresários, têm uma parcela importante nesse contexto. É um Brasil que está sendo destravado, que dá pra acreditar.

 

Compartilhe

Veja Também:

Projeto de Eduarda, do “Vereador por um Dia”, vira lei

Em 2018, participando do “Vereador por um Dia” e representando o Colégio Nossa Senhora de Lourdes (CNSL), a estudante Eduarda Portella Galina propôs o projeto “Economia Solidária”, que buscava apoiar os recicladores e, por tabela, garantir uma maior vida útil ao aterro sanitário municipal. Passado um ano da proposta, ela acabou virando lei.
O Poder Executivo, junto com o vereador líder do governo no Legislativo, Fabiano André Piccoli (PT), repassou à jovem a legislação municipal 4.549, que institui o Programa de Apoio aos Recicladores. O Executivo adaptou a proposta à realidade da ci...

06/11/2019 / Ramon Cardoso

Frente Parlamentar em defesa das comunidades terapêuticas abre trabalhos

A deputada estadual Fran Somensi (Republicanos) comandou a primeira reunião da Frente Parlamentar em defesa das comunidades terapêuticas. O encontro aconteceu na quarta à noite, no Salão Nobre da prefeitura. Cerca de 25% dos estabelecimentos gaúchos, que totalizam 230, possuem algum tipo de convênio com o governo federal, que tem uma política voltada a ampliar o número de vagas de acolhimento, dos atuais 11 mil para 20 mil.
“Fiquei sensibilizada com uma mãe que comentou sobre a situação do filho na época em que estava em campanha à Assembleia. Falei que, se fosse eleita, levaria a quest&a...

17/10/2019 / Ramon Cardoso