19/12/2019 / Ramon Cardoso

Política

Redução de custos e aumento de público: presidente Sandro faz balanço do ano legislativo

Após a mais longa sessão legislativa, talvez da história da Câmara de Vereadores, na terça à noite, a quarta à tarde foi destacada pelo presidente Sandro Trevisan (PSB), que está encerrando o mandato, para a apresentação de um relatório do trabalho executado ao longo de 2019. O vereador Jonas Tomazini (MDB) também esteve presente. Além dos dados (veja alguns deles abaixo), o professor fez questão de destacar o enxugamento promovido pela Casa, especialmente com a redução de cargos.
“Tínhamos previsto no orçamento deste ano um valor de 1,27% e a estimativa é que vamos finalizar 2019 com um gasto de 1,12%. São cerca de R$ 400 mil de economia para os cofres públicos. Essa sempre foi uma das minhas metas. É bom destacar que a Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton é uma das mais enxutas do País”, observou Sandro. Ele comentou também sobre o turbulento ano, em que duas Comissões de Ética necessitaram ser instaladas. Desde a implantação do Código de Ética do Legislativo, em 2002, apenas quatro casos requisitaram a instituição da Comissão.
“Foi um ano bem conturbado neste sentido, mas conseguimos aprovar muitos projetos positivos, que farão bem à comunidade e que foram votados com essa ideia, sem levar em conta quem é situação ou oposição. Procurei não ver ideologia ou partido político na minha gestão e os vereadores também fizeram isso”, salientou. Outro ponto destacado pelo presidente foi a participação da comunidade nas sessões, que aumentou. “No livro de presença, temos contabilizado um público de 3.910, mas ele é superior, já que muitos acabam não assinando, embora muitos também tenham comparecido regularmente às sessões”, ponderou.
Sandro também celebrou o aumento de entidades que solicitaram manifestação na Tribuna Livre: foram 31 ao longo de 2019. Um aspecto lamentado pelo presidente foi o fato de não ter conseguido avançar na pauta por uma sede própria para a Câmara, que era uma de suas metas. No último ano da Legislatura, Fernando Silvestrin comandará o Legislativo.

O 2019 no Legislativo em números  
Sessões ordinárias: 77
Sessões solenes: 13
Horas de sessão: 155
Audiências públicas: 8
Fóruns e Legislativo em Ação: 4
Público registrado: 3.910  
Tribuna Livre: 31 entidades
Requerimentos apresentados: 233
Requerimentos aprovados: 217
Pedidos de informação: 16
Projetos do Executivo aprovados: 85
Projetos do Legislativo aprovados: 10

 

Compartilhe

Veja Também:

Prefeito convoca coletiva, mas explica pouco

Convocada antes mesmo da admissibilidade, por parte do Legislativo, da abertura do processo de impeachment, a entrevista coletiva dada pelo prefeito Claiton Gonçalves, no final da manhã desta terça, no Salão Nobre da Prefeitura, mudou um pouco o foco inicial, tendo em vista os acontecimentos da segunda à noite, na Câmara, mas não por inteiro, já que o propósito do chefe do Executivo, de romper com os contratos, foi mantido.
“Estou dando um passo atrás, tanto na compra dos terrenos quanto na chamada pública da plataforma de saúde. Ouvimos o clamor da comunidade”, comentou Claiton, logo na ...

18/02/2020 / Ramon Cardoso

Legislativo aceita denúncia do pedido de impeachment contra Claiton

A compra de quatro terrenos para a Secretaria da Saúde, no valor de R$ 1,45 milhão, por parte da prefeitura, baseou uma denúncia de pedido de impeachment contra o prefeito Claiton Gonçalves (foto acima, de Yasmin Signori Andrade/Jornal Informante). A questão foi analisada nesta segunda à noite, em longa sessão legislativa.
O pedido foi feito pelo empresário Glacir Gomes, que juntou documentos e alegou, na fundamentação de seu material, que o chefe do Executivo feriu o artigo 97 da Lei Orgânica do Município ao adquirir terrenos sem autorização prévia da Casa Legislativa Lidovino A...

18/02/2020 / Ramon Cardoso