26/03/2019 / Ramon Cardoso

Educação

Previsão do tempo: Meninas nas Ciências

Projeto desenvolvido desde o ano passado no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) Campus Farroupilha, o Meninas nas Ciências conseguiu um aporte de R$ 90 mil reais do CNPQ, para o desenvolvimento de um projeto de implantação de Estações Meteorológicas, que será trabalhado durante dois anos.
Neste primeiro, as alunas, do 7º ano ao Ensino Médio, têm aulas no IFRS Farroupilhense, com professores de várias disciplinas relacionadas à área do projeto em questão. Acima (na foto de Juliana Inês Casa Barbieri/Jornal Informante), nesta terça à tarde, a aula foi com a docente de Química, Elisângela Caldas Barbosa.
No segundo ano, ou seja, em 2020, as estudantes montam as Estações Meteorológicas nas escolas. Participam do projeto, que tem coordenação da professora Tânia Bertholdo, do IFRS Farroupilha, 15 alunas de cinco instituições de ensino da cidade: quatro municipais (Antônio Minella, João Grendene, Nossa Senhora de Caravaggio e Santa Cruz) e uma estadual (São Tiago). 
As atividades de capacitação serão realizadas semanalmente, ao longo deste ano, no Campus Farroupilhense do IFRS. Veja mais sobre o projeto na Matéria Especial da Edição 581 do Jornal Informante, que circula na próxima sexta.  

Compartilhe

Veja Também:

Previsão do tempo: Meninas nas Ciências

Projeto desenvolvido desde o ano passado no Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) Campus Farroupilha, o Meninas nas Ciências conseguiu um aporte de R$ 90 mil reais do CNPQ, para o desenvolvimento de um projeto de implantação de Estações Meteorológicas, que será trabalhado durante dois anos.
Neste primeiro, as alunas, do 7º ano ao Ensino Médio, têm aulas no IFRS Farroupilhense, com professores de várias disciplinas relacionadas à área do projeto em questão. Acima (na foto de Juliana Inês Casa Barbieri/Jornal Informante), nesta terça à...

26/03/2019 / Ramon Cardoso

Olga Ramos Brentano protesta pela falta de professores

Com cartazes e palavras de ordem, alunos da Escola Estadual Olga Ramos Brentano (foto acima, de Juliana Inês Casa Barbieri/Jornal Informante) realizaram um protesto na manhã desta terça, que saiu da instituição de ensino, localizada no bairro 1º de Maio, e foi até a Escola Estadual José Fanton, no bairro Volta Grande. Faltam professores para sete disciplinas no educandário. 
A preocupação é grande justamente porque a Olga Brentano é uma instituição de Ensino Médio, o que pode comprometer o desempenho dos estudantes na futura prova do ENEM. Não somente a...

26/03/2019 / Ramon Cardoso