24/09/2017 / Ramon Cardoso

Economia

Moscatto Giallo, da São João, e Merlot, da Perini, entre os 16 melhores da Avaliação Nacional de Vinhos 2017

A 25ª Avaliação Nacional de Vinhos, realizada na vizinha Bento Gonçalves, divulgou os melhores rótulos do Brasil em 2017. Nesta edição, a 25ª, concorreram 327 amostras de 59 vinícolas, que representaram nove Estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará e Pernambuco, além do Distrito Federal.
Foram selecionadas 16 amostras, como as mais representativas da safra e todas elas de vinícolas gaúchas. Duas foram farroupilhenses. O Moscato Giallo, da Cooperativa Vinícola São João, na categoria Branco Fino Seco Aromático, e o Merlot, da Casa Perini, na categoria Tinto Fino Seco, agradaram os 118 enólogos e 850 apreciadores de sete Países (Brasil, Argentina, Canadá, Chile, Itália, Japão e Uruguai) que fizeram a degustação às cegas dos rótulos inscritos no concurso (veja lista dos premiados abaixo).
Desde 1993, a Associação Brasileira de Enologia entrega o Troféu Vitis. Neste ano, na categoria Amigo do Vinho, ele foi para a sommelier internacional e jornalista Andréia Debon, editora da revista Bon Vivant, especializada no mundo do vinho. Na categoria Destaque Enológico, a distinção foi repassada à enóloga Maria Regina Ferreto Flores, diretora técnica da LNF Latino Americana. Mais sobre a Avaliação você confere na Edição 505 do Jornal Informante, que circula na próxima sexta. 

Os 16 mais representativos da safra 2017 pela Avaliação Nacional de Vinhos
Categoria Branco Fino Seco Aromático
* Moscato Giallo, da Cooperativa Vinícola São João (Farroupilha)

* Sauvignon Blanc, da Vinícola Fazenda Santa Rita (Vacaria)
Categoria Tinto Fino Seco
* Merlot, da Casa Perini (Farroupilha)

* Petit Syrah, da Luiz Argentina Vinhos Finos (Flores da Cunha)
* Merlot, da Miolo Wine Group (Bento Gonçalves)
* Cabernet Franc, da Giacomin Indústria de Bebidas (Flores da Cunha)
* Malbec, da Vinícola Almaúnica (Bento Gonçalves)
* Cabernet Sauvignon, da Guatambu Estância do Vinho (Dom Pedrito)
* Tannat, da Don Guerino Vinhos e Espumantes (Alto Feliz)
Categoria Vinho Base Para Espumante
* Chardonnay/Riesling Itálico, da Chandon (Garibaldi)
* Chardonnay, da Casa Valduga (Bento Gonçalves)
* Chardonnay, da Domno do Brasil (Garibaldi)
Categoria Branco Fino Seco Não Aromático
* Riesling Itálico, da Cooperativa Vinícola Aurora (Bento Gonçalves)
* Chardonnay, da Vinícola Almadén (Santana do Livramento)
* Chardonnay, da Vinícola Cave de Pedra (Bento Gonçalves)
Categoria Tinto Fino Seco Jovem
* Cabernet Franc, da Vinícola Salton (Bento Gonçalves)

 

 

Compartilhe

Veja Também:

Casavitra amplia linha de utilitários domésticos

Famosa por seus cooktops coloridos, a Casavitra, empresa do Grupo Tecnovidro, lança agora espelhos e prateleiras para compor ambientes, conferindo a eles muito mais leveza e sofisticação. As novas utilidades domésticas são opção para quem procura praticidade e sofisticação com excelente custo-benefício. Os espelhos e prateleiras, inclusive com estampas, são feitos a partir de vidro temperado, cinco vezes mais resistente que o vidro comum.
“O vidro, por natureza, é leve, prático, fácil de limpar e funciona muito bem com a casa toda, compondo espaços sem brigar com outros el...

14/10/2017 / Ramon Cardoso

Amado por muitos e odiado por poucos, Horário de Verão começa à meia-noite

A noite mais curta do ano acontece nesta virada de sábado para domingo, quando tem início o Horário Brasileiro de Verão. À meia-noite, os relógios devem ser adiantados em uma hora nos Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal.
A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, porém, sem regularidade. Adotada de forma permanente desde os anos 80, a meta sempre foi de buscar uma economia de energia, mas que não chega a ser tão expressiva ultimamente, o que fez o governo federal cogitar sua abolição neste ano.
Em 2008, ganhou car&aac...

14/10/2017 / Ramon Cardoso