13/07/2017 / Ramon Cardoso

Especial

M. Night Shyamalan retoma fase inicial da carreira com o perturbador "Fragmentado"

Famoso por ter roteirizado e dirigido, aos 29 anos, "O Sexto Sentido", o diretor indiano M. Night Shyamalan, radicado desde a infância na Filadélfia, retorna à telona com outra obra que flerta com o sobrenatural. O perturbador "Fragmentado" segue a linha de seu filme mais famoso e de "Corpo Fechado", que também alcançou projeção mundial. 
Na trama, Kevin Wendell Crumb (James McAvoy, foto acima, contracenando com a atriz Anya Taylor-Joy) sofre de Transtorno Dissociativo de Identidade (TDI), mas seu caso é pra lá de complexo. Ele desenvolve 23 alter egos que vivem se alternando e entrando em conflito entre si e está prestes a desenvolver um 24º, extremamente selvagem e violento. 
Uma de suas personalidades seda, sequestra e mantém em cativeiro três jovens, que agora viram reféns de seu instável comportamento. Confira a resenha do thriller psicológico na seção Sétima Arte, páginas 10 e 11 do Inside, da Edição 494 do Jornal Informante, que circula nesta sexta.  

Compartilhe

Veja Também:

Nádia Gelmini Crippa: Certificado Mulher Referência

A contemplada com o Certificado Mulher Referência 2019 pelo Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) encerrou a noite de homenagens no Legislativo. Nádia Gelmini Crippa (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante) teve sua trajetória destacada pela advogada Francielle Boschetti Reche, presidente do Comdim.
“Tenho muito orgulho de estar representando o Comdim e a escolha da Nádia é por conta de sua luta para garantir o pleno exercício da cidadania feminina. É uma mulher referência junto à política de assistência social do município. Quando conversei com a Nádia ela foi t&atild...

19/03/2019 / Ramon Cardoso

Doki: a mãe do Richard

Homenageada pela bancada do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), pela manifestação da vereadora Eleonora Broilo, Dorli Maria Tonin, a Doki (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante), relembrou sua trajetória vinculada à Educação, destacando que sempre acalentou o sonho de ser professora, função que desempenhava até mesmo nas brincadeiras da infância. Ela destacou a importância do alicerce familiar, em especial, do filho Richard.
“Há 37 anos eu mudei de nome. Não sou mais a Dorli ou a Doki, mas a mãe do Richard. Ele é um anjo que veio à Terra para ...

19/03/2019 / Ramon Cardoso