30/11/2020 / Ramon Cardoso

Esporte

Gurias rubro-verdes são superadas pelas coloradas nas Castanheiras

Não foi bem a estreia que o Brasil Feminino (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante) desejava no Gauchão, mas todos sabiam que o duelo contra o Internacional, atual campeão e favorito à nova conquista neste ano, era bem complicado. As coloradas começaram pressionando desde o primeiro minuto e obrigaram a goleira Bina a boas intervenções desde o começo do jogo. A atleta foi a melhor do Brasil em campo e evitou o que seria um placar maior com boas defesas.
O time farroupilhense teve uma boa oportunidade em um escanteio, aos 8 minutos. A zaga afastou e o Inter saiu em um rápido contra-ataque, iniciado pela meia Mari e finalizado pela outra meia, Djeni, que abriu o placar em favor das coloradas. O Brasil sentiu o golpe e aos 12 minutos acabou levando o segundo, após cobrança de falta, a bola sobrou para a zagueira Gabi decretar o 2 a 0. Muito afoita, a equipe não conseguia trocar dois passes e as rivais seguiam em ritmo forte.
Aos 23 minutos, após boa troca de passes, a bola foi rolada para a meia Djeni que, livre, só empurrou para as redes para o 3 a 0. Tuca e especialmente Greyce tentavam as investidas no ataque rubro-verde mas, muito isoladas, tinham dificuldade em criar já que quase sempre sofriam marcação dupla. Aos 37 minutos, a centroavante Byanca fez um golaço ao chutar da entrada da área no ângulo de Bina, dando números finais ao 1º tempo com vantagem de 4 a 0.
Na volta do intervalo, o técnico Guilherme Lange desfez o esquema com três zagueiras sacando Luane e ingressando com a volante Laysa em seu lugar. A meia Bruninha também saiu para a entrada da lateral direita Tai e a atacante Tuca deixou o gramado para o ingresso da centroavante Pâmela. A equipe farroupilhense melhorou. Passou a ser mais agressiva na marcação, não dando tanto espaços às coloradas, e trocando passes no meio campo, especialmente com Fran, Barbosa e Laysa, e segurando a bola na frente com Pâmela.
Porém, chegar à frente era difícil, já que o Inter, com o placar com uma confortável vantagem, tratava de se posicionar no sistema defensivo para administrar o marcador. Aos 18 minutos, Fran Gaúcha saiu dando lugar a atacante Pati. Aos 31 minutos, Ariane aproveitou para ampliar a diferença para 5 a 0 após bola cruzada na área que Bina não conseguiu espalmar. Os demais avanços colorados pararam em defesas da goleira rubro-verde.
O Brasil finalizou no 2º tempo em duas oportunidades, com Pâmela, e com Fran, em cobrança de falta, mas não conseguiu descontar o marcador, que finalizou mesmo em 5 a 0 para as coloradas, que agora encaram o João Emílio, de Candiota, no Sesc Protásio Alves, em Porto Alegre, no próximo domingo, enquanto o time farroupilhense folga na rodada intermediária. As gurias rubro-verdes voltam a campo na rodada final, diante do João Emílio, em Candiota, no próximo dia 13.

Compartilhe

Veja Também:

Elenir Bonetto segue à frente do Brasil em 2021

Nesta segunda à noite, no Estádio das Castanheiras, foi realizada a eleição da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Brasil para a temporada 2021. O presidente Elenir Bonetto segue à frente do clube ao lado do vice, Luiz Fernando De Cesaro, por mais uma temporada, pelo sexto ano consecutivo, na direção que conta ainda com Gabriel Marchet como Tesoureiro e Eduardo Pizoni como secretário.
Para o Conselho Fiscal, Giancarlo Feltrin, Cristiano Nery e Tatieli Petkowicz Pozza foram os escolhidos. Integrantes do Comitê Gestor compareceram em bom número ao encontro, no t...

19/01/2021 / Ramon Cardoso

Gabriel Marchet e sua devoção ao rubro-verde

Diretor de Administração e Finanças da Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Brasil, Gabriel Marchet (foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante) tem uma história de vida ligada desde a infância ao rubro-verde farroupilhense. Com o fechamento das contas do surreal 2020, em que não houve praticamente temporada no profissional e na base e com o feminino atuando em apenas parte do ano, o momento é de avaliar o ano passado e celebrar também a conquista fora das quatro linhas.
Gabriel fala dos percalços enfrentados, do trabalho do Comitê Gestor, dedicação dos profissionais envolvidos com o ...

14/01/2021 / Ramon Cardoso