26/06/2017 / Ramon Cardoso

Economia

Casa Perini expõe rótulo no maior parque temático de vinhos do mundo

A Cidade do Vinho (La Cité du Vin) foi inaugurada em Bordeaux, na França, há um ano, e proporciona experiências culturais e sensoriais aos visitantes, tendo recebido, no período, a visita de mais de 425 mil pessoas de 150 nacionalidades. São 13 mil metros quadrados, em um prédio inspirado em um decanter (foto acima). E a presença brasileira vai muito além dos visitantes.
São 12 vinícolas brasileiras que enviaram ao local 28 rótulos para serem degustados. A participação brasileira é viabilizada pelo projeto “Wines of Brazil”, desenvolvido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, a Apex/Brasil. Entre as vinícolas verde-amarelas, a farroupilhense Casa Perini, que marca presença com o tradicional e super premiado Casa Perini Moscatel.
Além dela, estão presentes na Cidade do Vinho as vinícolas Aurora, Campos de Cima, Casa Valduga, Domno, Don Giovani, Lidio Carraro, Miolo Wine Group, Mioranza, Nova Aliança, Peterlongo e Salton. Após um primeiro ano de apresentação, a expectativa do local é de receber mais 450 mil visitantes até junho de 2018.
“La Cité du Vin foca na história mundial do vinho e proporciona aos visitantes experiências sensoriais com os produtos. A representatividade do Brasil no espaço o coloca em uma importante vitrine, ao lado de grandes países produtores. Inserimos a categoria no principal museu de vinhos do mundo”, comemora o gerente de Promoção do Ibravin, Diego Bertolini. Ele também fala do aumento de rótulos à disposição dos visitantes.
“Neste ano dobramos o número de amostras, sendo que 70% dos produtos enviados foram de espumantes das vinícolas associados ao Wines of Brazil. Utilizamos como estratégia a preferência por espumantes devido à aceitação do produto no mercado externo, constatado também no aumento das exportações da categoria, e as mais de mil medalhas conquistas em concursos internacionais”, completa o dirigente.
Somente no ano passado, as comercializações de vinhos e espumantes no mercado externo cresceu 45% em valor e 43% em volume em comparação com o mesmo período do ano anterior. Os principais destinos dos rótulos brasileiros foram Paraguai, Estados Unidos, Reino Unido, Colômbia, China, Holanda, Japão, Alemanha, Finlândia e Canadá.          

Compartilhe

Veja Também:

Farroupilha perde 306 postos de trabalho formais em maio

Dados do Observatório do Trabalho da Universidade de Caxias do Sul (UCS) mostram que maio foi um péssimo mês para o mercado de trabalho em Farroupilha. O município registrou o encerramento de 652 empregos formais, que foram amenizados pelas 346 admissões. Mesmo assim, o saldo negativo é de 306 postos finalizados.
O número não chega a ser tão alto quanto abril, que contabilizou 856 demissões, mas contribuiu para um resultado ruim no mercado de trabalho farroupilhense, que totaliza um saldo negativo de 762 empregos encerrados apenas em 2020 e, no acumulado dos últimos 12 meses (junho de 2019 a maio de 2020), ...

06/07/2020 / Ramon Cardoso

Cresol Farroupilha entrega primeiro maquinário financiado pela cooperativa

Antes mesmo de inaugurar no município, a Cresol Farroupilha já mostra que estará ao lado da comunidade e, em especial, do Setor Primário. Ainda em maio, a cooperativa fez a entrega do primeiro maquinário financiado por meio da linha de crédito Pronaf Mais Alimento, neste que já é o segundo financiamento realizado pela agência.
O trator da marca Antônio Carraro, modelo Tigrone, foi realizada pelo cooperado Felix Bettoni, que trabalha com fruticultura (foto acima, de Divulgação/Cresol Farroupilha, com o agroempresário, o vendedor da Tramontini Máquinas, Luciano Wagner, e o gerente da carte...

05/06/2020 / Ramon Cardoso