15/04/2018 / Ramon Cardoso

Esporte

Brasil perde em casa e fica em situação delicada na Segundona

Atuando nas Castanheiras, o Brasil perdeu para o Tupi neste domingo e colocou ainda mais em risco sua permanência na Segundona Gaúcha. A derrota manteve a equipe farroupilhense na lanterna do Grupo B e ainda sem vencer na competição estadual. O clube contabilizou sua sexta derrota e tem apenas três empates na Segundona.
O Brasil começou o duelo em cima do Tupi e com volume de jogo. Aos poucos, porém, a equipe de Crissiumal passou a equilibrar o duelo. As melhores chances foram criadas pelo meia atacante Jonatan. Em um chute cruzado, obrigou Robinho a grande defesa e, no rebote, o centroavante Leandro Rodrigues cabeceou e o goleiro do Tupi foi buscar, aos 11 minutos. Apesar do maior domínio de jogo e mais posse de bola, o time farroupilhense tinha muitas dificuldades para criar. A etapa inicial ficou mesmo no 0 a 0.
Na volta do intervalo, Andrezinho entrou no lugar de Juninho Botelho, de atuação apagada. Jonatan arriscou chute de fora da área, aos 5 minutos, levando perigo ao gol de Robinho, o goleiro do Tupi. Bem postado defensivamente, o time visitante não dava espaços para o rubro-verde que, por sua vez, tinha pouca movimentação ofensiva, o que facilitava o encaixe da marcação do rival.
Não demorou muito, o Tupi que abriu o marcador. Após cobrança de escanteio, a zaga afastou mal, a bola ficou com o time de Crissiumal e foi rolada para o volante Charles, que pegou firme, da entrada da área. Prezzi ainda chegou a tocar nela, mas não evitou o 1 a 0 aos 8 minutos. Com um time jovem, o Brasil acusou o golpe. A equipe demonstrou nervosismo e muitas ligações diretas.
O auxiliar Raone Gomes, que substituía o técnico Alex Xavier, que havia sido expulso em Erechim, teve que fazer outra troca após Jonatan sentir um estiramento na coxa direita. Em seu lugar entrou o atacante Luiz Gustavo. O técnico Fabiano Borba tratou de segurar o placar. Tirou o centroavante Cléber Guerreiro e colocou o volante Moisés Baiano. Na sequência, troca de meias, com Renatinho dando lugar a Rafinha.
O time farroupilhense seguia sem criação. O técnico Raone sacou o volante Tawan e colocou o meia Julio Cezar, mas a troca pouco surtiu efeito. O rubro-verde continuou afoito, precipitando jogadas, rifando bola e tentando ligações diretas. Ficou fácil para o ferrolho defensivo armado pelos visitantes, como comprova a foto acima, de Ramon Cardoso/Jornal Informante. O Tupi ainda efetuou a troca de Jorge Pedra por Henrique Café. No final, o zagueiro do Brasil Gustavo Gomes foi expulso direto por entrada violenta em Rafinha. Com um a menos, faltou forças para a equipe farroupilhense chegar ao empate.
“Acho que o fato de ainda não termos vencido até agora deixou o time ansioso, nervoso. Começamos bem, em busca do gol e no ataque. Aos poucos, a equipe acabou sentindo a pressão. Após o gol, sentimos bastante, a parte emocional acabou influenciando. Temos um time com uma média de idade muito baixa, não é uma equipe calejada, que aguenta a pressão”, admitiu Raone no encerramento do duelo. Resta juntar os cacos e fazer do duelo contra o Igrejinha, na quinta, uma final de Copa do Mundo.
“Temos feito treinamentos muito produtivos, mas o time não consegue reproduzir isso em campo. É o momento de cada um assumir a responsabilidade, não se eximir dela, mas também não deixar que ela seja demasiada para afetar o rendimento”, avaliou. Um dos problemas a corrigir é a dificuldade do time em furar ferrolhos defensivos, já que o Igrejinha, com três pontos a mais que o Brasil e saldo pior, deve vir a Farroupilha em busca de pelo menos um empate, que seria trágico para o rubro-verde.
“Tivemos muita dificuldade em encontrar espaços na defesa do Tupi. Contra o Igrejinha temos que fazer um jogo de movimentação, rodar a bola, abrir as linhas defensivas para chegar na área adversária”, projetou Raone. Como ainda resta o confronto com o rival direto que está com um saldo pior que o rubro-verde, o Brasil ainda depende das próprias forças, mas precisa vencer o duelo na quinta, nas Castanheiras. Uma simples vitória já provoca a inversão da posição do Igrejinha com o rubro-verde. Será uma das partidas mais importantes da história do clube farroupilhense.   

Segundona Gaúcha (9ª rodada da 1ª fase – Grupo B)
Brasil   0

Prezzi; Daniel, Gustavo Gomes, Vinicius e Paulo Roberto; Júlio César, Tawan (Julio Cezar), Juninho Botelho (Andrezinho), Jonatan (Luiz Gustavo) e Gustavo Moura; Leandro Rodrigues
Técnico: Raone Gomes
Tupi   1
Robinho; Rodrigo Buiu, Jéferson, Gian e Jáder Canhoto; Charles, Renato, Cleberson e Renatinho (Rafinha); Jorge Pedra (Henrique Café) e Cleber Guerreiro (Moisés Baiano)
Técnico: Fabiano Borba
Gol: Charles, aos 8 minutos do 2º tempo, para o Tupi
Cartões amarelos: Gustavo Gomes, Vinicius e Julio Cezar (Brasil), Charles, Jáder Canhoto, Renato, Rafinha e Henrique Café (Tupi)
Cartão vermelho: Gustavo Gomes  
Arbitragem: Cleiton Pache, auxiliado por Renan Gayeski Ramos e Maicon Fernando da Silva
Local/Data: Estádio das Castanheiras, em Farroupilha, dia 15 de abril de 2018

Compartilhe

Veja Também:

Vanessa Borsoi recebe premiação do Bolão da Copa

Campeã no Bolão dos Palpites da Copa do Mundo do Jornal Informante e Hermelu Esportes, Vanessa Borsoi recebeu seu vale compras de R$ 250,00 da Hermelu Esportes no final da tarde de terça, das mãos do empresário André Bisol (foto acima). Vanessa somou 260 pontos e venceu a disputa do Mundial da Rússia.
Os 11 primeiros colocados recebem premiação. Além de duas assinaturas semestrais do Jornal Informante, ainda estão sendo distribuídos prêmios que foram disponibilizados pelos parceiros do Caderno Especial “Todos os Corações do Mundo”: Pizzarias Di Nápoli e Ro...

18/07/2018 / Ramon Cardoso

Césio e Volney vencem Bolão e levam camiseta da Seleção

Vencedores do Bolão dos Campeões do Jornal Informante/Hermelu Esportes, Césio Verona Júnior e Volney Dani receberam o prêmio no final da tarde desta segunda, na Hermelu Esportes. A dupla foi contemplada com uma camiseta da Seleção Brasileira. 
Os dois fizeram 200 pontos na brincadeira. Eles acertaram a seleção campeã, a França (100 pontos), e Césio acertou o belga Thibaut Courtois como goleiro (100 pontos) ao passo que Volney assinalou corretamente a seleção mais disciplinada, a Espanha (100 pontos). 
A entrega da camiseta oficial da Seleção Brasileir...

16/07/2018 / Ramon Cardoso