31/07/2017 / Ramon Cardoso

Esporte

Apahand/UCS/Farroupilha perde para a Abluhand, em Blumenau, e busca recuperação em sequência caseira

Em seu segundo compromisso na Liga Nacional de Handebol Feminino, a Apahand/UCS/Farroupilha (foto acima, de Isabel Spies) sofreu nova derrota. Jogando neste domingo à tarde, no Centro Esportivo do Sesi, em Blumenau, a equipe farroupilhense acabou superada pela Abluhand, 3ª colocada no último nacional e comandada por Sérgio Graciano, técnico do time há 11 anos e também da Seleção Brasileira de Handebol Feminino. A exemplo da estreia, contra a UnC Concórdia, a Apahand venceu a etapa inicial, desta vez por 13 a 12, mas levou a virada na metade final e acabou superada por 27 a 24.  
O time farroupilhense retorna de Santa Catarina com duas derrotas e necessita de recuperação na sequência da competição nacional. Para isso, terá três duelos em casa, no Ginásio Poliesportivo da UCS, contra Guarulhos, no dia 13, Maringá, no dia 19 e, por fim, contra São Bernardo, no dia 11 de setembro. A Apahand está na Conferência Sul/Sudeste da Liga, a mais forte da disputa e que conta com oito equipes, sendo a única gaúcha. Os duelos acontecem em turno único e ao final das sete rodadas, as quatro primeiras avançam ao pentagonal semifinal. Mais sobre a Apahand na Edição 497 do Jornal Informante, que circula na próxima sexta. 

Compartilhe

Veja Também:

AVN/AM tem metade dos classificados definido

A rodada do fim de semana do Ângelo Venzon Neto/Antônio Minella (AVN/AM), com a disputa do Quadrangular 2, definiu mais três habilitados para o Quadrangular Final do torneio, um representante em cada uma das três categorias da disputa: Veterano, 1º e 2º Quadros.
Na abertura dos trabalhos, no sábado, quem ficou com a vaga foi o caxiense Kaiser/Alemão Suspensões, que se junto ao conterrâneo S.R. 1º de Maio, atual campeão e que havia se classificado na rodada de abertura. No domingo, mais dois garantidos, desta vez nos suplentes e titulares.
Pelo 2º Quadro, o farroupilhense G.E. Julieta ficou com a va...

21/01/2019 / Ramon Cardoso

Sidenei e Cleonir, da Hermelu Runners, prontos para a Ultramaratona Brazil 135

Os atletas Sidenei Feliponi e Cleonir Simonetti (foto acima), da Hermelu Runners, encaram nesta quinta uma prova que testará seus limites físicos, emocionais e mentais: a Brazil 135 é uma ultramaratona de 135 milhas (223 quilômetros), que integra o Circuito de Ultramaratonas Extremas Bad 135. O trajeto, que cruza a Serra da Mantiqueira, tem saída de São João da Boa Vista, em São Paulo, e chegada em Paraisópolis, em Minas Gerais. A prova é ininterrupta e os participantes têm até 60 horas para concluir o trecho.
“A competição é o maior desafio da minha carreira como atleta. Fi...

16/01/2019 / Ramon Cardoso