14/10/2017 / Ramon Cardoso

Economia

Amado por muitos e odiado por poucos, Horário de Verão começa à meia-noite

A noite mais curta do ano acontece nesta virada de sábado para domingo, quando tem início o Horário Brasileiro de Verão. À meia-noite, os relógios devem ser adiantados em uma hora nos Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal.
A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, porém, sem regularidade. Adotada de forma permanente desde os anos 80, a meta sempre foi de buscar uma economia de energia, mas que não chega a ser tão expressiva ultimamente, o que fez o governo federal cogitar sua abolição neste ano.
Em 2008, ganhou caráter de medida permanente, passando a vigorar no terceiro domingo de outubro e se estendendo até o terceiro domingo de fevereiro, ou seja, ele encerra no dia 18 de fevereiro quando, à meia-noite, os relógios deverão ser atrasados em uma hora.
No município, o Parque dos Pinheiros (foto acima do Arquivo do Jornal Informante) vira um ponto de encontro dos farroupilhenses que apreciam o período. Serão 127 dias de vigência do Horário de Verão, o que corresponde a praticamente 35% do ano. Para a grande maioria, motivo de celebração.

 

Compartilhe

Veja Também:

Sicredi chega aos 4 milhões de associados

A instituição financeira cooperativa começou 2019 com uma grande notícia. O Sicredi ultrapassou os 4 milhões de associados, que estão distribuídos em 22 Estados da Federação, além do Distrito Federal. A marca assinala um crescimento de 37% da base de associados na última meia década. Uma das marcas da instituição financeira é o modelo de gestão, que valoriza a participação igualitária e colaborativa dos associados, que votam e decidem os rumos das 115 cooperativas de crédito filiadas ao Sicredi.
“A instituição comemora quatr...

22/01/2019 / Ramon Cardoso

Preço mínimo da uva fica em R$ 1,03

Aprovado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a partir de proposta apresentada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o preço mínimo da uva industrial ficou em R$ 1,03 para a safra 2019. O valor é para a variedade Isabel 15 graus Babo, utilizada como referência no mercado.
O índice vale para as regiões Sul, Sudeste e Nordeste e foi publicado nesta semana, no Diário Oficial da União (DOU), na Portaria 158, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e tem vigência até 31 de dezembro. O valor é 12% superior ao definido nos dois últimos anos,...

18/01/2019 / Ramon Cardoso