14/10/2017 / Ramon Cardoso

Economia

Amado por muitos e odiado por poucos, Horário de Verão começa à meia-noite

A noite mais curta do ano acontece nesta virada de sábado para domingo, quando tem início o Horário Brasileiro de Verão. À meia-noite, os relógios devem ser adiantados em uma hora nos Estados das Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, além do Distrito Federal.
A medida foi utilizada pela primeira vez em 1931 e depois em outros anos, porém, sem regularidade. Adotada de forma permanente desde os anos 80, a meta sempre foi de buscar uma economia de energia, mas que não chega a ser tão expressiva ultimamente, o que fez o governo federal cogitar sua abolição neste ano.
Em 2008, ganhou caráter de medida permanente, passando a vigorar no terceiro domingo de outubro e se estendendo até o terceiro domingo de fevereiro, ou seja, ele encerra no dia 18 de fevereiro quando, à meia-noite, os relógios deverão ser atrasados em uma hora.
No município, o Parque dos Pinheiros (foto acima do Arquivo do Jornal Informante) vira um ponto de encontro dos farroupilhenses que apreciam o período. Serão 127 dias de vigência do Horário de Verão, o que corresponde a praticamente 35% do ano. Para a grande maioria, motivo de celebração.

 

Compartilhe

Veja Também:

Di Nápoli celebra 6 anos em Farroupilha nesta quinta

Nesta quinta, a Pizzaria Di Nápoli está em festa. Completa 6 anos de atuação na cidade e, neste tempo, conquistou o paladar dos farroupilhenses com novidades, acréscimo de sabores (atualmente são 90) e, sobretudo, uma atenção especial ao cliente, uma marca registrada e fundamental na trajetória de confiança construída ao longo do período (foto acima, de Yasmin Signori Andrade/Jornal Informante)
“É uma jornada muito gratificante. Foram anos de crescimento e solidificação no mercado, sempre prezando a qualidade”, comentou Diego Cristani Dal Ponte, proprietário d...

25/10/2018 / Ramon Cardoso

Pronto para fechar bons negócios? Vem aí o 2º Business to Business

Promovido pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha, o Business to Business surgiu no ano passado, com o propósito de dar visibilidade à cadeia produtiva farroupilhense de maneira bem simples e informal. Associados à CICS se reúnem e mostram o que produzem ou oferecem, seja no ramo da indústria, comércio, serviços ou até mesmo no agronegócio.
“Quando eu assumi a CICS (no início de 2017) me comprometi a visitar as empresas e muitas não conheciam o vizinho, não sabiam no que a indústria ao lado trabalhava ou o que pr...

24/07/2018 / Ramon Cardoso