18/07/2017 / Alana Bof

Cidade

Ação da prefeitura impede construção de moradia irregular, no Industrial

A prefeitura de Farroupilha, em parceira com a Ecofar e com a Polícia Militar, realizou na manhã desta terça uma ação para impedir a construção de uma moradia irregular no bairro Industrial. Veja na foto acima, da repórter Alana Bof. Segundo a Secretária do Desenvolvimento Social e Habitação, Maria da Glória Menegotto, quando a casa está em construção, a prefeitura pode intervir de maneira mais imediata.
No caso das moradias já consolidadas, é preciso entrar com um processo de reintegração de posse. Atualmente, mais de 200 famílias moram em área invadida na região. A casa de madeira que estava em construção foi desmontada, o que motivou indignação em alguns moradores da vizinhança. A farroupilhense Michele Maria Perin, que mora na área há cerca de dois anos, manifestou sentimento de revolta.
“Somos de classe baixa, não estamos aqui porque queremos, e sim porque precisamos, pra não deixar nossos filhos na rua. Tenho duas filhas, estou desempregada, procurando emprego há mais de um ano. Toda semana largo currículo nos lugares, mas não me chamam. Se eles se colocassem no nosso lugar não fariam isso. A casa estava sendo construída para a minha sobrinha”, relata. A secretária Maria da Glória afirma que a área pertence ao município e que deve ser usada para a construção de espaços públicos, como escolas, e não para moradia.
“Não aceitamos que isso continue acontecendo. Não podemos ser coniventes”, declara. Ela ainda afirma que a Secretaria está trabalhando em projetos habitacionais, mas ainda não há prazo para que eles sejam colocados em prática. Conforme a assessora de departamento da Secretaria de Desenvolvimento Social e Habitação, Renata Trubian, que acompanhou a ação realizada na manhã de terça, a madeira que estava sendo utilizada na construção da casa foi destinada ao banco de materiais do município. A família que estava construindo a moradia pode solicitar a devolução do material, via ação judicial.
Mais sobre a ação do Executivo você confere na Editoria de Cidade da Edição 495 que circula excepcionalmente nesta quinta, por conta da abertura da 22ª Festa Nacional do Kiwi (Fenakiwi). 

Compartilhe

Veja Também:

Recorde: Brechó Solidário arrecada mais de R$ 32 mil

Promovido pela Associação FazBem, com auxílio do Gabinete da Primeira Dama, o Brechó Solidário arrecadou R$ 32.569,00. Ele foi realizado entre os dias 8 e 12 de maio, no Clube do Comércio (foto abaixo, de Adroir Fotógrafo). Metade do valor será repassado ao Programa de Apoio ao Toxicômano Nova Esperança (PATNE) e a outra metade será destinado a projetos sociais que são apoiados pelo FazBem.
No Brechó foram comercializadas roupas masculinas, femininas, infantis, livros, revistas, objetos para decoração, cama, mesa, banho, brinquedos, utensílios para cozinha, eletrodom&eacut...

14/06/2019 / Ramon Cardoso

Almoço do Lions Centro lota salão da SERC Farrapos

O domingo foi de solidariedade aliada à boa mesa. No salão comunitário da Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Farrapos, o Lions Centro promoveu seu tradicional almoço anual, que contou com grande presença de farroupilhenses. 
Os recursos obtidos com o evento serão revertidos para a Liga de Combate ao Câncer, Pastoral de Apoio ao Toxicômano Nova Esperança (PATNE) e Pastoral da Criança. Os valores arrecadados ainda estão sendo contabilizados pelo clube de serviço.  

10/06/2019 / Ramon Cardoso